"A sua casa está assim" Correio do Povo, 12/03/1929, p. 1. Hemeroteca do Arquivo Histórico Moysés Vellinho de Porto Alegre.

“A sua casa está assim”

Andando pela cidade, percebemos nas suas próprias construições registros de diversas épocas, reconhecíveis já pelo próprio estilo arquitetônico que se expressa nas fachadas. Mas será tão fácil assim de estimar a época de uma casa, sobrado ou outro tipo de imóvel?

Este anúncio encontrado na página 1 da edição de 12/03/1929 do Correio do Povo testemunha que não:

Anúncio "A sua casa está assim" Correio do Povo, 12/03/1929, p. 1. Hemeroteca do Arquivo Histórico Moysés Vellinho de Porto Alegre.
Anúncio “A sua casa está assim” Correio do Povo, 12/03/1929, p. 1. Hemeroteca do Arquivo Histórico Moysés Vellinho de Porto Alegre.

 

“A sua casa está assim: […] Mas póde, POR SI MESMO ficar assim: […] Elegante, productiva e valorisada, se V. S. reconstruil-a. Visite a Sociedade Geral de Immoveis e se convencerá dessa verdade. Rua Paysandú, 219 (2º andar Elevador)[1]”.

Ou seja, a modernização das fachadas sempre esteve presente, e o que pode parecer uma construção mais recente de estilo art nouveau ou neobarroca pode muito bem datar de muito antes. Na ilustração do anúncio, a empresa reformadora de fachadas mostra um sobrado certamente bem mais antigo e decaído, de fachada sóbria que lembra bastante o estilo neoclássico dos tempos do império, transformado num belo palacete de inspiração renascentista. Com pódio rusticado, aberturas em arcadas e até uma sacada para a rua. Esse era o estilo “moderno” da época, ainda bastante ornamentado e de inspiração em estilos históricos europeus.

Assim, pode-se ver como a paisagem urbana pode ser transformada aos poucos, prédio a prédio, sem que sua estrutura de lotes precise ser modificada. E, em 1929, com as obras das grandes avenidas em pleno vapor, Porto Alegre apreciava fachadas novas.

Referências:

[1] Correio do Povo, 12/03/1929, p. 1. Hemeroteca do Arquivo Histórico Moysés Vellinho de Porto Alegre.

Deixe uma resposta