Caderno de figurinos

Papel bom é caro e raro, então aproveitei retalhos das folhas de Fabriano 350g que comprei ano passado e encadernei. O resultado é esse sketchbook com formato muito bom para desenhar gente em pé, e portanto figurinos, parte muito importante da minha pesquisa para histórias em quadrinhos. Aqui em baixo, um vídeo curtinho mostrando como ele está ficando:

Eu uso bico de pena e nanquim para as linhas, e aquarela para as cores, e aqui estão alguns que já colorizei:

Me baseio em anúncios de roupas e moda que encontro nas revistas e impressos que pesquiso, como os da revista A Máscara, entre os anos de 1920 e 1921.

Detalhe da revista A Mascara, 1921, Ed. 00046, p. 146. Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional.
Detalhe da revista A Mascara, 1920, Ed. 00013, p. 37. Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional.

O figurino é um elemento que marca uma temporalidade, então considero o seu estudo indispensável seja para uma história em quadrinhos, seja para uma produção audiovisual.

0 Comments

Deixe uma resposta