Sempre o mesmo rosto?

Para sair do vício de desenhar sempre o mesmo tipo de rosto, nada melhor do que olhar para uma foto* com várias pessoas! Já que estou trabalhando com pesquisa, gosto de pegar fotos da época, como esta aqui:

 

Revista
Revista “A Máscara” – Porto Alegre, setembro, 1925. Anno VIII, Num IX. “Alumnas do prof Tasso Corrêa”

*Hemeroteca do Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa.

0 Comments

Deixe uma resposta